sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Pequenas coisas que nos fazem felizes...

A vida é tão complicada as vezes, problemas repentinos que surgem e nos pegam de surpresa, problemas com as quais lidamos por tanto tempo e temos que driblá-los. Nunca estamos satisfeitos, sempre queremos mais.
Nossa vida, em grande parte, é uma busca constante. Busca por um grande amor, por uma oportunidade profissional, por um lugar ao sol. Além de desejos corriqueiros, tais como "aquela bolsa linda", "aquele corte de cabelo" ou ainda "aquela viagem pra não sei onde". Enquanto isso, o tempo passa diante de nossos olhos e não percebemos. Vivemos tão preocupados com nossos desejos, nossas procuras e não observamos o sol brilhando de manhã, mal sentimos o cheiro de terra molhada quando chove, sequer prestamos atenção ao canto de um pássaro ou simplesmente a mais um dia de vida ao lado das pessoas que nos são queridas, importantes.
Gostamos de alguém, dos pais, dos filhos, de amigos e não dizemos. Aquele abraço apertado, beijo ou sorriso acaba ficando pro dia seguinte porque estamos apressados, porque perdemos a hora. Tomar um bom café da manhã sentados à mesa numa conversa informal já não acontece, cada um toma um gole de café em horários diferentes e sai pra luta. Porém, o tempo é implacável e leva nossos dias pouco a pouco. Não falo de envelhecer, pois isso faz parte da vida, indica mais conhecimento, mais maturidade e também é bom. Eu falo sobre desperdício, sobre deixar de dizer um "como eu gosto de você", deixar de dar um passeio na beira do mar ou onde for, continuar deixando aquele abraço apertado e beijo pra amanhã. Não assistir ao filme que se quer ou ler o livro pretendido porque o dia tem só 24 horas...
As pequenas coisas que nos fazem felizes são fundamentais, são elas que nos dão forças pra enfrentarmos situações difíceis ou de mudança brusca. São elas que nos fazem sentir bem, fortes e felizes. Prontos para o que der e vier.
Bom pensar nisso!

Sandra

12 comentários:

Somente mil idéias disse...

Oi Sandra!!!Tudo bem?

Eu valorizo muito as pequenas coisas, e acredito que isso me mostra que Deus mora nos detalhes.Bjk de luz no teu coração!!

Sandra F. disse...

Isso mesmo, precisamos dar valor às pequenas coisas.
Agora você disse tudo, estou de acordo, Deus mora nos detalhes.

Beijos!!

LL disse...

Sandrinha,

E a fase do "ter". Não o aches mal empregado. Esse tempo também é necessário para "ser"!

E tu, pouco a pouco, apesar da correria do "ter", vais começando a perceber e a ter necessidade do "ser".

Adorei o texto. Beijinhos
Luísa

PS: Mais tarde falo melhor contigo. Hoje o meu dia foi só de "ter"! eheheh

Sandra F. disse...

Ahahahaha meus dias estão assim também... só de "ter". Estou precisando "ser" um pouquinho.
Você tem razão, o ter precisa existir para que, depois, possamos ser com tranquilidade.
Que doido isso rs!

Beijos, amiga!

ednei disse...

è tão bom, poder olhar o sol nascendo,agradecer um gesto de um filho,e observar a natureza.
Parabéns pelo post

Sandra F. disse...

Obrigada, Ednei. É justamente isso. Nada como as coisas simples da vida, são maravilhosas.

Abraços

joselito bortolotto disse...

Well, ja dizia o filósofo RC, "pequenas coisas" "detalhes" e não damos importância para o real, que está perto .... as vezes tão perto que não percebemos.

Sandra F. disse...

Grande Joselito!

São os detalhes que fazem a diferença e, como vc disse, as vezes eles estão na nossa cara faz tempo, mas não percebemos.

Valeu, abraços.

LISON disse...

Saudações!
Amiga SANDRA FRANZOSO,
Um texto impecável da grande e querida amiga, Sandra Franzoso, são as pequenas coisas que fazem a grande diferença mesmo, minha amiga, por isso...eu não posso esquecer de dizer que....EU GOSOTO MUITO DE VOCÊ!
ABRAÇOS FRATERNOS,
LISON.

Sandra F. disse...

Grande Lison

Sua presença aqui no meu blog me deixa sempre muito honrada, querido amigo.
Saiba que você está entre os amigos inesquecíveis que fiz no Dihitt, sem dúvida.
Obrigada, grande abraço!

João Poeta disse...

Oi, Sandra!
Obrigado por estar prensente nas minhas relações de amizades que, mesmo que virtual, me faz sentir mais forte para transpor as dificuldes naturais da vida. Ser merecedor da sua amizade não é simplesmente um detalhe, mas um fator muito forte para me sentir mais feliz.
Adorei o seu texto: simples, profundo e realista.
Aquele abraço!
JOão

Sandra F. disse...

Oh Grande Poeta

Eu é que fico imensamente feliz pela sua amizade. E eu lhe admiro muito realmente não apenas pelas coisas que escreve, mas pela pessoa que vc é.

Abração!