terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Faxina

Recebi esse texto por e-mail de uma amiga, achei bárbaro. Gostaria muito de saber quem é o autor/a para parabenizá-lo/a.
Com muita sutileza e uma riqueza de detalhes, a pessoa demonstra os sentimentos, expectativas, anseios e decisões. Quem nunca sentiu necessidade de fazer uma faxina na própria vida?
Aproveito pra esclarecer que não estou postando com frequência porque tenho realizado diversos trabalhos e me falta o tempo, mas estou aqui.

Estava precisando fazer uma faxina em mim... Jogar alguns pensamentos indesejados fora. Lavar alguns tesouros que andavam meio enferrujados... Tirei do fundo das gavetas lembranças que não uso e não quero mais. Joguei fora alguns sonhos, algumas ilusões... Papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca darei... Joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que não li...
Olhei para meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas. E as coloquei num cantinho bem arrumadinhas.
Fiquei sem paciência! Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão:
Paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras horríveis que nunca queria ter dito, mágoas de um amigo, lembranças de um dia triste... Mas, lá também havia outras coisas... E belas! Um passarinho cantando na minha janela. Aquela lua cor de prata, o pôr-do-sol...
Fui me encantando e me distraindo, olhando para cada uma daquelas lembranças...
Sentei no chão para poder fazer minhas escolhas. Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou. Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima, pois quase não as uso. E também joguei fora no mesmo instante!
Outras coisas que ainda me magoam coloquei num canto para depois ver o que farei com elas, se as esqueço lá mesmo ou se mando para o lixão. Aí, fui naquele cantinho, naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: O amor, a alegria, os sorrisos, um dedinho de fé para os momentos que mais precisamos... Como foi bom relembrar tudo aquilo!
Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, coloquei perfume na esperança, passei um paninho na prateleira das minhas metas, deixei-as à mostra para não perdê-las de vista. Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças da infância, na gaveta de cima as da minha juventude e, pendurado bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar e de recomeçar!

25 comentários:

Ebrael Shaddai disse...

Sandrinha do meu coração,

Perdoa eu tbm não manter contato com vc!! Mas na lista de blogs do meu painel, seu blog é um dos poucos que checava todos os dias por posts novos!!

Olha, eu tbm adoro texto assim, sabe? Aliás, gosto de escrever assim tbvm. Feliz de quem escreve, e tem essa capacidade de não falar na sua Vida jogando-a na cara dos outros, mas simplesmente fazendo dos fatos, até os mais indesejáveis, em Poesia.

E nossa vida pode sim ser contada como Poesia, mas vivida também, sem palavras graves, sem sorrisos forçados, sem frases trágicas!! É só queremos!!

Bjs linda!

Sandra F. disse...

Olá Ebrael...

Eu realmente não tenho postado, estou visitando pouco os blogs dos amigos, mas tentarei contornar o tempo melhor.
Concordo plenamente com você, meu querido, afinal, pra ser um bom escritor, poeta, romancista, contista, cronista ou apenas um 'desabafador rs', é necessário ter consciência, noção e maturidade pra conseguir transmitir uma mensagem que ajudará o leitor de alguma forma, que servirá de exemplo ou não, mas sem indiretas, sem tentar ser algum tipo de mártir, apenas passar sua ideia de vida, aprendizado ou seja lá o que for rs.
Bem-vindo sempre! Bjsss.

Ric disse...

Eu ja tinha lido antes e é legal mesmo, legal a escolha do texto bjos gata!

Sandra F. disse...

Olá Ric,

É legal mesmo, o texto me chamou à atenção assim que o li, gostei muito dos detalhes em forma de poesia e da maneira como uma pessoa pode administrar seus próprios sentimentos, verdades e desejos após uma análise fria dos acontecimentos rsrs, por isso resolvi postar.
Que bom que gostou. Beijos!!!

Anônimo disse...

Esse texto me fez pensar numas coisas que vivi recentemente e eu acho bom quando lemos algo que serve de algum modo pra nossa propria vida. Foi bom ter passado por aqui, gostei do que acabei de ler e vejo que muitas das materias deste site são de sua autoria, parabens e muita sorte na sua vida e a proposito, você é muito gata uau.
Afonso Rodrigues afonsinho6939@yahoo.com.br

Sandra F. disse...

Olá, que bom que esse texto fez vc repensar a vida, o intuito de todo escritor é esse mesmo. Fazer o leitor "viajar". Achei fantástico tbm.
Rsrs obrigada pelo elogio!

bypoesia disse...

Muito bom o post o que não é bom é a sua ausência não é? Mas se for por uma boa causa está perdoada hahaha! Beijos

Márcio Ferreira

Tatiane disse...

Oiiii, tudo bem?

Adorei o texto.
Lindo mesmo!

E quantas vezes a gente não se encontrou assim.

Abraços

Sandra F. disse...

Obrigada Marcinho, obrigada Tatiane!!
Beijos apressados rsrs.

Gustavo Schaefer disse...

Olá Sandra,

Seu blog é ótimo. Sou autor e gostaria que você colocasse o link do meu site (www.gustavo.prosaeverso.net) em seu blog em troca do mesmo "favor", se possível.

Aguardo seu retorno.
Grato.

mikelle disse...

have a nice day

Sandra F. disse...

Olá Gustavo, tudo bem?
Eu fiquei um bom tempo sem acessar e confesso que ainda ando muito atarefada, mas podemos sim fazer troca de links.
Seja bem-vindo e sucesso!!

paros28 disse...

Obrigada por comentar lá no blog, que bom que vc gostou da resenha, eu adorei do teu conto kkkkk no final não sei se ria ou ficava espantada kkkkk

Beijos,já estou seguindo o blog

moreijo disse...

Amiga Sandra... hj estava eu fazendo umas visitas aos amigos online e deparei me com seu nome e lembrei...ops faz tempo que não tc com ela... então aqui estou e vou aproveitar e fazer uma faxina também...saudades...fuiiiiii

Sissym disse...

Sandra, saudades de voce.
Otimo ler este texto.
Pois ando fazendo faxinas.
Faz bem.

Beijos

Sandra F. disse...

Olá Moreijo e Simone, quanto tempo rss!! Saudades de vocês!!
Desde que saí do Dihitt, não tive mais tempo para meus blogs, cansei um pouco também. Continuo escrevendo, mas não ando postando nos blogs.
Como anda o Dihitt?
Tenho trabalhado muito e meu tempo se tornou escasso.
Obrigada pela visita e beijos, meus queridos!

Re disse...

Que lindo... Eu me emocionei. Traduz o que tenho sentido.

Animou meu domingo, agradeço!


Renata - Telemensagens que cabem no seu bolso e oportunidade de revenda.
http://clubesdv.com.br/remensagem/

Portal de Blogs Teia disse...

Olá.
Muito bom,adorei a postagem e tudo mais, parabéns.
Estarei por aqui sempre que possível.
Até mais

Sandra F. disse...

Obrigada! Seja bem-vindo/a!!
Embora eu não tenho mais publicado textos devido à falta de tempo e até mesmo de inspiração rs.

Débora Trojahn disse...

São textos assim, faceis de seguir a linha de pensamento e metaforicamente nos ensinando sentimentos bons, que explicam a vontade de todo escritor na hora que deixa as palavras fluírem.
Muito bom mesmo, parabéns ao autor.

António Jesus Batalha disse...

Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns,
também agradeço por partilhar o seu saber, se achar que merece a pena visitar o Peregrino E Servo,também se achar que mereço e se o desejar faça parte dos meus amigos virtuais faça-o de maneira a que possa encontrar o seu blog,irei seguir também o seu blog.
Deixo os meus cumprimentos, e muita paz.
Sou António Batalha.

Sandra F. disse...

Muito obrigada, Antonio Batalha.
Agradeço o comentário e a visita. Eu não publiquei mais aqui no blog, não tenho mais tempo pra isso, porém, continuo escrevendo... sempre!
De certo visitarei seu blog com prazer.
Abraços!

Sandra F. disse...

Muito obrigada, Debora Trojahn!
Forte abraço.

Catarino Alves disse...

Esse é um trabalho que precisamos fazer com a nossa vida mesmo.

Uouo Uo disse...


thank you

سعودي اوتو