terça-feira, 2 de junho de 2009

A loucura e o amor, inseparáveis


A Loucura resolveu convidar os amigos para tomar um café em sua casa. Todos os convidados foram. Após o café, a Loucura propôs:
- Vamos brincar de esconde-esconde?- Esconde-esconde? O que é isso? - perguntou a Curiosidade. - Esconde- esconde é uma brincadeira. Eu conto até cem e vocês se escondem. Ao terminar de contar, eu vou procurar e o primeiro a ser encontrado será o próximo a contar.Todos aceitaram, menos o Medo e a Preguiça.-1,2,3,... - a Loucura começou a contar.A Pressa escondeu-se primeiro num lugar qualquer. A Timidez, tímida como sempre, escondeu- se na copa de uma árvore. A Alegria correu para o meio do jardim. Já a Tristeza começou a chorar, pois não encontrava um local apropriado para se esconder. A Inveja acompanhou o Triunfo e se escondeu perto dele debaixo de uma pedra. A Loucura continuava a contar e os seus amigos iam se escondendo. O Desespero ficou desesperado ao ver que a Loucura já estava no noventa e nove.- Cem - gritou a Loucura.- Vou começar a procurar.A primeira a aparecer foi a Curiosidade já que não agüentava mais querendo saber quem seria o próximo a contar. Ao olhar para o lado, a Loucura viu a Dúvida em cima de uma cerca sem saber em qual dos lados ficar para melhor se esconder. E assim foram aparecendo a Alegria, a Tristeza, a Timidez...Quando estavam todos reunidos, a Curiosidade perguntou:- Onde está o Amor? Ninguém o tinha visto.. A Loucura começou a procurá-lo. Procurou em cima da montanha, nos rios, debaixo das pedras e nada do Amor aparecer. Procurando por todos os lados, a Loucura viu uma roseira, pegou um pauzinho e começou a procurar entre os galhos, quando de repente ouviu um grito.Era o Amor, gritando por Ter furado o olho com um espinho. A Loucura não sabia o que fazer.Pediu desculpas, implorou pelo perdão do Amor e até prometeu segui- lo até o fim da vida.O Amor aceitou as desculpas..Hoje, o Amor é cego e a Loucura o acompanha sempre.
Fonte: Mensagens e Poesias.
http://mensagensepoemas.uol.com.br/fabulas/a-loucura-e-o-amor-2.html

8 comentários:

Mikasmi disse...

Já conhecia, mas acho sempre lindo.
Realmente o amor é cego e anda sempre de mão dada com a loucura.
Genial este texto.
Abs

Filosofia de gaveta disse...

Que texto sábio, realmente a loucura e o amor andam juntos.

arte-e-manhas.com disse...

Sandra,

Bela parábola! E não é que a Loucura cumpriu o prometido até hoje? :)

Beijos
Luísa

Francisco Castro disse...

Sandra!

Excelente cronica que trata de um assunto taop instigante, interessante, perigoso e muito atraente: Loucuras de Amor. Quantas pessoas fizeram durante as suas vidas loucuras de amor? Eu imagino que muitas. O amr quando tem um significado muito forte para a pessoa, a loucura tem a sua justificativa bastante compreendida.

Abraços

Francisco Castro

LISON disse...

SAUDAÇÕES!
AMIGA SANDRA FRANZOSO,
Que Post Fantástico!
Mais uma vez você me surpreende com seus textos envolventes.
São as loucuras que podem levar muitos a ficarem cegos de amor, ou até ao suícidio...
Parabéns pelo lindo Post!
Abraços!
LISON.

Sandra F. disse...

Obrigada a todos vocês pelos comentários, meus queridos.
Beijos!

amigodcristo disse...

Sandra linda poesia...assim como o amor o é também...o amor sempre é uma vitima dos espinhos,,,, sempre é uma vitima da loucura... sempre é uma vitima da duvida... mas sempre por seus infinitos meios de humildade,,, de sabedoria, de alegria... sempre faz com que os seus agressores se arrependam atravéz de sua infinita virtude de perdão... de perdoar deliberadamente... show de post... asim como você é um amor de pessoa!!!
Paz seja contigo Amiga linda...!!!

Sandra F. disse...

Seu comentário foi incrível, meu amigo.
Suas palavras têm sinceridade e isso é perceptível.
Muito obrigada pela presença aqui no blog, pelo lindo comentário e pelo elogio que transmito a você também, que é uma pessoa maravilhosa, sincera, de fé.
Abração!