sábado, 9 de janeiro de 2010

Divagações sobre o amor...

Esse texto é de uma escritora chamada Sueli Constancia Lopes Alves, quando o li, achei bárbaro e desejo compartilhá-lo com os amigos. Concordo plenamente.

O amor está presente na maioria dos textos escritos desde que o homem aprendeu a maravilhosa arte de escrever. Há opiniões, as mais diversas sobre o tema. Sobre ele, já escreveram filósofos, literatos, psicólogos, médicos, sociólogos, jornalistas, gente do povo, amantes, amados...
Não há, entretanto, quem tenha explorado mais o assunto do que os artistas.
O amor tem sido narrado, encenado, pintado, esculpido, cantado, declamado... Todas as formas de amar, todos os seus encantos e desencantos. Amor alegre e amor triste, amor gritado aos quatro ventos, amor calado, amor correspondido ou desprezado, amor partilhado ou solitário, amor... amor... amor...
Talvez quem mais tenha decantado o amor foram os poetas:

Amor é fogo que arde sem ver...
Que não seja imortal posto que é chama...
Só quem ama é capaz de ouvir e de entender as estrelas...
Eu quero amar, amar perdidamente! Amar só por amar: Aqui... além...
Oh amor, desenredado jardim que se consome...
Quem nessa vida amou e não sofreu, passou pela vida, não viveu...

Sublimes Camões, Vinícius, Olavos, Florbelas e tantos mais! Sábios são os poetas ou por serem poetas é que são sábios!
O amor vale sempre a pena. Mesmo que traga dor, tem que ser vivido com sofreguidão.
Às vezes, o amor é como um rio que passa e cuja águas não retornam. E se não passarão de novo, nelas quero mergulhar profundamente, e dessa corrente beber até que a última gota se esgote.
Não sei viver o amor placidamente, a placidez é pra quem acha que se arriscar não vale à pena porque tem a alma pequena - o mestre Fernando Pessoa que me perdoe o atrevimento.
Não quero a mansidão dos estoicistas, quero a intensidade dos epicuristas!
Não quero a placidez dos rios, quero a voracidade do mar, que invade a areia sem pedir licença, que lança suas ondas sem vergonha de rebentar e em espumas se desfazer.
Não sou o rio sereno, sou a agitação do oceano!
Não sou a calmaria, sou a fúria de amar!

32 comentários:

Tatiane disse...

Oii Adorei o seu blog.. os textos..

abraços

Sandra F. disse...

Obrigada, fico contente. Seja bem-vinda.
Abraços!

Renata Fagundes disse...

Saudade de vc minha amiga iluminada!

Na verdade eu que estou em falta aqui no seu cantinho, estava viajando.

Espero que as festas de fim e início de ano tenham sido muiiiiiiiito melhor do que tenha planejado.

Falar de amor é abrir um leque de possibilidades e nada como uma mulher apaixonada para descrever tão bem esse sentimento.

Adorei o post

Beijo grande querida

Sandra F. disse...

Eu também estava com saudades de passear pelo seu blog... adoro!
São textos intensos, vale sempre à pena ler.
Muito obrigada pela visita. Esse texto de hoje não é meu, mas bem poderia ser rs...
Beijos, querida!

Luísa disse...

Bom dia, Sandra!

Lindo texto amiga! :)

Beijos grandes
Luísa

Principe Encantado disse...

Muito lindo amiga, esta eia poetica sua me deixa encantado:
"Não sou o rio sereno, sou a agitação do oceano!
Não sou a calmaria, sou a fúria de amar!"
Abraços forte

Sandra F. disse...

Luísa, obrigada pela presença aqui, minha amiga.
Eu também amei o texto.


Príncipe, agradeço sua visita. Muito obrigada, mas, desta vez o texto não é meu rs.

Abração!

jefhcardoso disse...

Olá! Com licença; sou Jeferson, um homem comum que gosta de escrever. Quando tenho um tempo saio em visitas a blogs, seguindo sempre a seta que aparece no auto da pagina inicial (próximo blog>>). Posso afirmar que é uma experiência “deliciante”.
Quando encontro um blog bem legal como o seu eu posto um comentário e deixo o convite para que conheçam o http://jefhcardoso.blogspot.com . Pela proposta de seu blog creio que poderá encontrar algo em minha sessão em preto e branco, que data de novembro ou mesmo nas mais atuais.

Parabéns por seu blog e desculpe a intromissão.
Abraço: Jefhcardoso>>de blog em blog.

Márcio disse...

Ahh! quanto tempo Sandra amiga!! Seu template está lá esperando... ixi faz tempo né? Abraços :-)

Sandra F. disse...

Jefh


Olá, seja bem-vindo aqui. Certamente irei visitar seu blog com prazer.
Muito obrigada!

Abraço!!



Márcio


Ahahaha faz tempo né, amigo?
Depois nos falamos lá no msn. Abração!

João Poeta disse...

Oi, Sandra, vim aqui bater a sua porta e sempre a encontro nas suas postagens, que refletem o amor que você tem no seu bondoso coração.
Bem...
Amor, amor
Paixão paixão
Cada um, cada um
Sozinhos não têm razão...
Falei!
Um abração
Até...

Sandra F. disse...

Grande João, Grande Poeta!

Amei sua visita aqui em meu humilde blog. E adorei seu comentário sempre em forma de poesia.
Obrigada pelo carinho e pela amizade, meu amigo. Saudades!

Abração bem forte..

MGHORTA disse...

Maravilhoso miguxa, tenho inveja de teu espaço, está lindo.

O texto é sublime, pena que nem todos, assim como eu o entenda.

Beijos

Sandra F. disse...

Grande Martinho, feliz com sua vinda aqui. Obrigada!
Beijos!

amigodcristo disse...

o "AMOR" ele é um sentimento muito nobre, mas muito confundido em seus sinonimos, muitos machucam o seu próximo e se justifica na palavra que foi por "amor", outrso matam, outros suicidam, outros se vingam, mas os verdadeiros se baseiam na real plenitude do realmente siginifica amar, o apóstolo Paulo para mim foi um dos mais feliz dos seres humanos a descrever as primicias deste sentimento em 1°Corintios 13
"Sandra" minha querida amiga nossa fiquei super feliz de você me ajudar, e mais uma vez me proporcionar oportunidades, com em trazendo o link de meu blog para à acompanha-la no sucesso das linhas de suas mãos que começa dentro de sua lindo coração.
Não sei nem o que dizer.... apenas humildemente só posso retribuir o carinho, e ter seu link lá no blog é uma alegria... !
Minha amiga saibas que tu tens um pedacinho dentro do meu coração, assim como aprendi muito com uma pessoa que estou em grande divida, o Jose sidiney, tive a dadiva deaprender muito com você lendo seus textos, e fico muito feliz de ver você contribuindo lá no lado negroda mente..
Adoro lêr os artigos lá postados!
Minha querida nomais deixo o mesmo de sempre para ti e para sua linda familia... a apz de Cristo.. sempre ele !
Abraços!

Sandra F. disse...

Querido amigo, eu é que agradeço sua amizade.
Você é uma pessoa muito especial.
Grande abraço.

Party, Fashion, Music, Sport disse...

Happy saturday my friend :):):)

Sandra F. disse...

Happy weekend! Hugs!

Fábio Ramos disse...

Sandra, Camões é tudo de bom né.

Por favor, preciso falar com você.
Não tenho mais teu email.
entre em contato por favor no email.

topys.moto.thai@hotmail.com

beijao

Sandra F. disse...

Sim, Fábio, é tudo de bom!
Mandei o e-mail. No aguardo! Beijos.

Antonio Regly disse...

Sandra,

Amei este post sobre o amor! Fica claro para nós que, por mais que tenham escrito em prosa e verso; sob todas as formas e ainda por mais que tentemos demonstrar e devotar, ainda não teremos feito tudo para e pelo amor.

Agradeço a visita que fez no blog e esclareço que o Recebi, li e gostei não é tão novo (vai fazer um ano em fevereiro) mas é provável que você só conhecia o De Coração pra Coração.

http://decoracaopracoracao.com
http://recebiliegostei.com

O que posso dizer é que o seu pai é um dos homens mais feliz do mundo (o outro sou eu e, estou certo, a maioria dos avôs e avós) por curtir, babar, ser feito de bobo etc. por estas criaturinhas lindas e maravilhosas, chamadas netos e netas!

Abraço do amigo,

Antonio

Sandra F. disse...

Olá Antonio

Bom te ver por aqui, amigo!
Gostei muito do seu blog sim. Eu me senti em casa rs.
Verdade, essa postagem sobre o amor é linda mesmo. Quando li pela primeira vez, resolvi publicar aqui no blog, apesar de não ser de minha autoria, eu me identifiquei muito com ela.Quanto aos pimpolhos rsrs, dizem que ser avô/ó é o mesmo que ser pai/mãe duas vezes. Eu sou mãe e já sinto esse amor imenso pelo meu pequeno, fico imaginando quando tiver netos então... acho que serei babona também rs.
Beijos e obrigada!!

Mary Miranda disse...

Olá, Sandra!
Adorei o texto!!!!
Volte lá p/ o diHITT!
Estamos c/ saudades...
Bjs,
Mary. :-)

Sandra F. disse...

Oi querida Mary

Também tenho saudades de vocês, com muitas exceções é bem verdade rsrs.
Neste momento não será possível, pois ando sem tempo, com muitas atividades a realizar. Quem sabe dia desses...
Adorei sua vinda aqui, obrigada, beijos!!

Ebrael Shaddai disse...

OI Sandra!!

Lembra-se ainda de seu maninho escorpiano?? Agora que reorganizei meus feeds e os coloquei direto no browser, agora ficou mais fácil achar vcs!

Sobre o q vc diz no texto: eu tbm não sou calminho; muito pelo contrário. E tbm gosto de ser assim, avesso a moscas-mortas!!

Mas temos de ser pacientes, pq não podemos mudar as coisas: os rios nascem em olhos d'água suaves e só depois, como rios, se tornam caudalosos ou se anulam em um lago pantanoso.

Antes disso, não têm jeito:

O Amor é calmo, e o que temos é Paixão e não Amor.

Amor mantém unido, Paixão mantém imantado, preso.

Amor espera o outro se decidir, a Paixão faz macumba!!

Amor simplesmente chama o outro; a Paixão, altiva, convoca por trÊs artifícios: primeiro manda, depois implora, e por último promete algo.

Amor é Prosa, Paixão (Sexo) é poesia?? Não, diria que Amor é dueto, Paixão é quarteto (2 x 2, de 4)....kkkkkkkk

Bjs Sandra!!

Sandra F. disse...

Ahahaha entendi... é isso aí!
Mas Meu, claro que eu lembro de vc... eu visitei seu blog dia desses... volte sempre, Grande Ebrael!

Bjs

Claudine Ribeiro G. Netto disse...

Sandre lindo texto sobre o amor. Realmente os artitstas falam, relatam e vivem o amor todos os dias nas novelas, teatros e cinemas. Será que é por isso que eles casam e descasam tanto?
Quando encontramos aquela pessoa, o amor verdadeiro chega e nunca deixamos de senti-lo, é para toda a vida.

Bjão.

Sandra F. disse...

Olá Claudine, tudo bem?

Fiquei feliz com sua visita aqui blog.
De fato, o amor está sempre em debate, é tema de poesias, crônicas, histórias e estórias. O que seria do ser humano sem amor, não é mesmo?
Vale à pena estar vivo. Enfrentar os problemas da vida e aceitá-la como ela é quando há amor. Mesmo quando não estamos mais junto de alguém a quem amamos, o fato de termos sentido e vivido esse sentimento já vale.
Quanto aos artistas eu não sei rsrs. Mas quanto a mim, acredito que se o amor for verdadeiro, tudo se torna mais fácil de se enfrentar.
Beijos e volte sempre.

Histórias & Estórias disse...

Não é que te achei? Foi meio que sem querer - pois ontem comentava com um amigo a sua falta! Energia chama energia, né? daí, tou aqui.

Nem sei se vc se lembra de mim, piolha nova do site naquela época. De certo, foi que aqui estou, pesquisando sob as facetas do amor e puf, você! Legal!!

Sobre sua abordagem vou com "A Cabana" (livro que atualmente leio): Pássaros são feitos pra voar. Os homens, pra amar. Se um destes não exerce sua função, é tristeza na certa!

Bom te ver! Voltarei!

Bjs

Valéria - kitmell

Sandra F. disse...

Olá Valéria

Um prazer receber você aqui. Verdade, eu saí do Dihitt, algumas coisas lá estavam me desagradando.
Volte sempre, querida. Gosto muito dos seus textos, logo mais farei uma visitinha a você também.
Beijos.

bypoesia disse...

Vim aqui desejar um maravilhoso domingo... Além do maravilhoso Domingo que essa semana que começou seja melhor ainda, muito amor e paz... Beijos!

Márcio Ferreira.

Sandra F. disse...

Opa, Marcinho

Valeu, obrigada. Pra você também, uma excelente semana e um bom descanso neste domingo.

Bjs